Com mira na sustentabilidade, Natura da inicio a testes de entregas de produtos por drones


Nesta quarta-feira (18) a Natura deu início a testes que envolvem a entrega de produtos via drones — a iniciativa é resultado de uma parceria entre a dona da marca Avon e a startup brasileira Speedbird Aero.

Ela faz parte de ambiciosos planos da empresa em prol da sustentabilidade, que englobam também o intuito de até 2030 zerar as emissões líquidas de carbono. De acordo com Leonardo Romano, Diretor de Inovação logística da Natura:


Nossa visão de sustentabilidade tem a ambição de tornar a Natura um grupo zero emissões líquidas de carbono vinte anos antes do que a meta estabelecida pela ONU. Por isso, é fundamental investirmos em soluções de entrega que não gerem emissões na nossa cadeia logística, como os drones.


A tecnologia, que também já foi testada pelo iFood no Brasil (também com a participação da Speedbird na parceria), vai ajudar não só a reduzir a poluição como também permitirá entregas mais rápidas, mais seguras e também deve auxiliar a cumprir a demanda em regiões do país de mais difícil acesso.


Enquanto à Speedbird Aero, parceira essencial da Natura nessa iniciativa, ela foi a primeira empresa no Brasil a receber o CAVE (Certificado de Autorização de Voo Experimental) pela ANAC em 2020.


O projeto, que ainda está em fase piloto com aprovação pendente da ANAC, deve atender um raio de até 200 km já no primeiro trimestre do próximo ano. De acordo com Manoel Coelho, CEO e fundador da Speedbird:


Somos os pioneiros desta área no Brasil. A parceria com a Natura vai mostrar que, mesmo sendo feito em maior escala, o drone delivery seguirá sendo uma opção segura e viável

A entrega via drones, explorada desde 2016 pela gigante do varejo Amazon, já é usada em diversos cenários focados no delivery em larga escala, especialmente na área da saúde — em Ruanda (África), as aeronaves não tripuladas distribuem, por exemplo, doações de sangue.


Fonte: Tudo Celular

0 comentário