Google registra patente que permite controlar fones e relógios com gesto na pele


Apesar dos rumores sobre um possível adiamento, o mercado sabe que o Google deve apresentar ainda neste ano o novo Pixel 6a e também o seu primeiro relógio inteligente. Os vazamentos continuam a topo vapor e hoje vimos que o smartphone terá chipset Tensor.


No entanto, apenas agora o pessoal do LetsGoDigital descobriu uma patente interessante sobre o futuro dos vestíveis da gigante das buscas. Isso porque um registro de 2020 mostra que a empresa quer expandir a interface dos seus dispositivos para que o usuário possa fazer o controle por meio de gestos na pele.


O usuário pode fazer um gesto de deslizar ou tocar na pele do corpo, próximo ao wearable. O gesto cria uma onda mecânica, então sensores e um acelerômetro detectam o movimento e determinam o tipo de gesto que deve ser enviado para a interface do relógio, por exemplo.


Quando o gesto é feito para operar os Pixel Buds, o usuário precisará tocar a pele na frente da orelha ou na têmpora. O usuário ainda pode definir, por meio de aplicativo, a função de cada gesto.

Será possível pular para a próxima música, aumentar o volume ou até mesmo pausar a faixa em execução.


O Google também diz em sua patente que a tecnologia de aprendizado de máquina será usada para distinguir entre movimentos do usuário e aqueles que são gestos para o vestível.


A ideia é que o software consiga entender quando é um gesto para ativar alguma função ou quando o usuário apenas está coçando o braço.


Por enquanto, não sabemos se essa tecnologia estará presente nos próximos vestíveis da gigante das buscas. Mesmo assim, as chances da novidade chegar ao mercado são grandes, uma vez que outras marcas também já registraram ideias semelhantes.


Fonte: Tudo Celular


0 comentário