Rússia dá ultimato e pode banir Google, Apple, Meta e outras empresas em breve


O governo russo está apertando ainda mais as regras para empresas estrangeiras que atuam no mercado de tecnologia. De acordo com informações divulgadas nesta semana, representantes do Kremlin exigiram, mais uma vez, que as conhecidas "Big Techs" abram um escritório no país.


O governo russo também estabeleceu um prazo para que Google, Meta (Facebook) e Apple sigam a lei. Caso essas empresas não adotem providências até o fim do ano, o kremlin promete aplicar sanções, sendo que a mais grave é o banimento completo.


Em caso de não conformidade, nomes como Twitter, TikTok e até mesmo o Telegram podem ser banidos de forma permanente. Atualmente são 13 empresas que estão sendo pressionadas pela agência de comunicação e mídia da Rússia (Roskomnadzor).

Outras sanções que podem ser aplicadas pelo governo russo ainda incluem a proibição de exploração do mercado publicitário, coleta de dados e até mesmo envio de lucros ao exterior (no caso, aos Estados Unidos).


No fim de 2020, o governo russo aprovou a lei que obriga empresas de tecnologia com mais de 500 mil usuários a estabelecer um escritório de representação no país. A Apple foi incluída no processo, uma vez que a empresa já é alvo das autoridades quanto ao suposto monopólio na App Store.

Até o momento, as empresas citadas não comentaram o assunto. De toda forma, a ação do governo russo é uma clara mensagem ao mundo de que o país está se fechando para as conhecidas "Big Techs".


O governo Putin quer ter mais controle sobre as empresas estrangeiras que atuam no país e um exemplo disso é que o Google já foi intimado a excluir uma série de conteúdo considerado "ilegal". Caso a opção seja o banimento de algumas companhias, a Rússia pode seguir a China e criar substitutos locais.


Fonte: Tudo Celular

0 comentário